• Instituto Neurofeedback

Fazer o bem sem olhar a quem!


Dia 13 de novembro é o Dia Mundial da Gentileza. Uma reportagem publicada na BBC revela estudos que apontam que a prática da gentileza traz sensação de conforto e bem estar e, além disso, pode prolongar a vida Esse também foi o tema de uma discussão virtual entre a Dra. Kelli Harding (do conselho do Hospital de Neurologia de Resnick e autora do aclamado livro O Efeito Coelho: Viva mais, mais feliz e mais saudável com a ciência inovadora da bondade) e o Dr. Daniel Fessler, (diretor inaugural do Instituto Semel de Neurociência e Comportamento Humano - UCLA). O "Efeito Coelho" é o nome dado pela Dra. Harding, para sua pesquisa relacionando a gentileza e a bondade com uma vida mais feliz, saudável e longa. Décadas de pesquisa de instituições acadêmicas em todo o mundo ilustram que o amor, a amizade, a comunidade, o propósito da vida e nosso ambiente podem ter um impacto muito maior em nossa saúde do que consultas médicas e remédios. Na matéria, vários estudos são abordados, todos revelando o impacto intrínseco de que ser gentil tem sobre a vida e a comunidade.


Em outras pesquisas a gentileza, boas ações, empatia e altruísmo são apontados como tendo efeitos que combatem o estresse, além de serem ingredientes indispensáveis para uma sociedade harmoniosa e funcional. Um estudo recente sobre o assunto, realizado na Universidade de Hong Kong, liderado pelo professor Bryant P. H. Hui, mostrou uma ligação direta entre o comportamento pró-social e o bem-estar. A equipe de pesquisadores realizou a análise de 201 estudos compreendendo 198.213 participantes no total. Eles concluíram que há uma associação direta entre melhor saúde física e mental e comportamento pró-social. Segundo os dados levantados na pesquisa, atos aleatórios de bondade, como ajudar seu vizinho idoso a carregar suas compras transmitiram mais bem-estar do que o voluntariado programado para uma caridade, mas isso não significa que você deve parar de fazer o último. Em 2019, pesquisadores na Califórnia fundaram o Bedari Kindness Institute como parte da Universidade da Califórnia, Los Angeles. Seu principal objetivo é ajudar o público e inspirar os líderes em direção a mais bondade e construir sociedades mais humanas. "No meio da atual política mundial, violência e conflito, o UCLA Bedari Kindness Institute procura ser um antídoto", disse Darnell Hunt, reitor da divisão de ciências sociais da UCLA, em um anúncio sobre seu lançamento. Um dos muitos benefícios da bondade exaltada por este instituto é o fato de que ele prolonga a vida. A benevolência pode ter efeitos positivos na pressão arterial e no sistema imunológico. Os cientistas também notaram que o inverso também era verdade. Ser tratado com desprezo ou indiferença pode encurtar nossa expectativa de vida. Boas ações, altruísmo, compaixão e benevolência portanto, têm efeitos positivos para o doador e o receptor. combatendo a depressão e aumentando a auto-estima.


Texto adapatado de: Inquirer.Net e BBC Brasil

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo